POEMAS A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Todo lo publicado en  ARISTOS INTERNACIONAL está sujeto a la ley de propiedad intelectual de España
Noviembre   2.019  nº 25
La Dirección no se responsabiliza de las opiniones expuestas por sus autores. 
Estos conservan el copyright de sus obras

AL SERVICIO DE LA PAZ Y LA CULTURA HISPANO LUSA

COLABORAN: María Ines Aroeira Braga …Virginia Branco…Eugenio de Sá…Alfredo dos Santos Mendes …Amilton Maciel Monteiro …Gabriela País…Cema Raizer—Ines Mifori

A Flor e a Mulher
Maria Inês Aroeira Braga
Brasil

Uma rosa é bonita, e sensível,
A quem a toca com delicadeza…
Mas se a esmagam em gesto desprezível,
Cai ao chão já sem vida e sem beleza…

Assim também é o corpo da mulher,
Que vai se abrindo desde tenra idade…
E em suas formas, em todo o seu ser,
É ela o berço da maternidade…

Precisa ser tratada com carinho,
Para que possa construir o ninho,
Que abrigará um filho do Senhor…

Quem a maltrata, é um ser ignóbil,
De alma dura, pobre, insensível,
Que desconhece o que seja o amor…

QUE SE ELIMINE A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER !
Virgínia Branco

Nunca te cales mulher,
quando te fazem sofrer.
Tens direito à igualdade, à liberdade.
Nunca aceites a crueldade;

-A Justiça por ti, terá de se erguer!
Grita se fores violentada,
Tens direito ao respeito,
És a mãe da humanidade.

Muitas mulheres casam com quem lhes bate,
têm filhos por estandarte.
Beijam a quem já odeiam.
E são tantas as escravas desse lume qu’incendeiam.

Algumas são objecto de extorsão.
Em África e Oriente de atracção
mulheres e crianças, curandeiros, feiticeiros,
todos no mesmo alçapão
castram por tradição e por falta de cultura.

A ignorância mata por superstição.
Ainda, mulheres-meninas
que se tornam objecto de luxúria;
-Pedofilia , pornografia, prostituição.
Castiguem-se estes homens sem coração
que fazem parte deste mundo cão

NOIVA  DO  VENTO
Virgínia Branco

Teu corpo deambulava
passada certa, marcada
a estrada, lugar comum.
Viveste nos sub mundos
nas catacumbas da terra
conheces dos mares os fundos,
mas qual de nós não erra?

Eras a noiva do vento
menina, mulher, tormento
a escrava de qualquer um.
Surda escultura fria,
na sombra da noite escura
prendiam-se morcegos cegos
nas malhas da tua armadura.

És o fruto amadurecido
pelo sol que te queimou
bússola na procura de sentido.
Na juventude o jogo não está perdido
o que é passado,  passou!

Chapinha nas águas puras
vai bebendo a liberdade
solta ao vento as agruras
alimenta a dignidade.

Planta uma sebe de rosas
para defenderes o amor
sem que piquem, sem que estorvem.
Reserva o acesso à passadeira vermelha
para festejares a existência
do sacrário do teu corpo.

Sob o teu rosto grinaldas de prudência
nas tuas mãos açucenas
nos teus olhos pérolas de esperança
para atingires a ventura
de ser mãe e ser mulher!

O SILÊNCIO DOS OFENDIDOS
Eugénio de Sá

Viver acompanhado, e todavia
Sentir-se só na casa que é de dois

È este sentimento de impotência
Vai mkacerando a alma, e assim
Cadsa u, se pergunta:que há em min
Que mais nâo sou que uma transparência?

E eis que chega a vez de responder
Com o solêncio que há nos ofendidos
Deixando ao outro vez de se doer

E o que ao silêncio nao quis dar ouvidos
Um dia escutará a porta, que ao bater
Com o fragor, abafa alguns gemidos!

DIA DA MULHER
Alfredo dos Santos Mendes

Hoje se cantam odes à mulher.
Dizem ser o seu dia especial.
Hoje a mulher é glória nacional,
é superior a tudo e a mais que houver!

O dia chega ao fim, não é sequer,
lembrado o seu carinho maternal!
Tudo volta à rotina natural…
Mais um ano virá…Se Deus quiser!

Sendo por este ou por aquele motivo.
Se foi criando um dia mais festivo,
ao sabor do que mais se lhe aprouver…

Os homens podem dias inventar…
Mas por mais voltas que lhes possam dar…
Sempre os dias serão: de ti, mulher!


**MULHER QUERES A PAZ**
JOSÉ ERNESTO FERRARESSO

Mulher, em ti se gera a vida e o amor
Unes o coração aos teus rebentos
Limites não conheces, nem lamentos
Haverás sempre em ti um sopro alentador
Enquanto os sacrifícios não enjeitas
Resolves as desgraças e as maleitas.

Queres – como mãe – moldar a tua prole
Unida aos teus princípios e valores
porque acreditas que são os melhores
Reúnes tudo o mais que te console
porque a tua fé te diz ser o melhor,
Sempre a entregas a Nosso Senhor

Ajoelhada, Lhe rezas com fervor,

Pedindo a paz pró mundo, e que teus filhos
Amem, como tu amas, os Seus trilhos
Zelem, como tu zelas, pelo amor !

MULHER
Amilton Maciel Monteiro

«Em mulher não se bate nem com flor»!
Foi assim que eu cresci, sendo educado.
O que bate em mulher é um horror,
ou por certo que é louco ou transviado!

A mulher toda é feita para o amor,
por isso requer sempre é de cuidado,
de carinho e atenção por pressupor
ter uma alma livre de pecado!

A mulher põe na vida só virtude
e faz a natureza ser mais bela,
com seu sorriso lindo de donzela!

Jamais merece um tranco ou verbo rude.
Por isso para mim, mulher é tudo,
é um sonho bom envolto em veludo…

MULHERES
Gabriela Pais (Portugal)

Mulheres sejam jovens
Ou maduras são belas,
São a essência dos homens,
São as enxadas, são velas,

Um ombro pra se encostar.
Há os que sabem amar,
Outros anseiam maltratar
E também exasperar,

Porquê tanta violência,
A física, a psicológica,
Tirania em florescência
Em íntimos decadentes,

Valores morais ausentes.
A justiça não adormeça
E que a probidade a teça.

RAZÃO DE SER
Cema Raizer

Às vezes
Escrevo um poema
Parecendo estar
Num mundo irreal…

Percorro caminhos
Tocada pela emoção e pela razão
Encontro sintonia
Na alma e na mente…

O pensamento espelha e reflete
Irradia e me  envolve…
Carinhosamente acolhe mensagens
Sinaliza sonhos que o tempo deteve…

Parecem misteriosos
Meus marcantes sentimentos…
Mas alegrias e tristezas mostram

O caminho
E revelam
A minha razão de ser mulher!

TROVAS

Combatemos a violência
e o covarde traidor!
Que se tome consciência,
à mulher se dá amor!
MIFORI – São José dos Campos
– SP/Brasil

Que ninguém meta a colher
na relação dos casais;
mas, não deixe que a mulher,
agressões sofra jamais!
MIFORI – São José dos Campos
– SP/Brasil

3 comentarios en “POEMAS A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER”

  1. Este caso de violência da mulher está superando as expectativas , mas não é só isso que a mulher vem sofrendo, um absurdo também sobre o preconceito das mulheres negras e brancas, mães e senhoras sendo molestadas sexualmente dentro dos transportes públicos , que é um abuso que não tem como evitar e muitas delas se negam em dirigir às delegacias e órgãos competentes para relatarem os casos. Continuando neste mês tivemos dois temas trabalhados muito bem neste Aristos sobre dois pontos que podemos chamá-los de cruciais. Agradecemos os amigos que discorreram sobre os temas. Foi um trabalho muito bem elaborado , onde tivemos a possibilidade que colocar, cada poeta, o seu momento de emoção para todo o mundo. Parabenizo todos os poetas e principalmente a nossa amiga Eunate, mais uma vez e seus coordenadores nesta oportunidade de nos oferecer este recanto poético. Evento Maravilhoso!

    Responder
  2. Voz de poetas, também tem força de um «BASTA!» Mostrando os verdadeiros valores,
    confiando em dias melhores e na coragem e força de um sonho !

    Responder

Deja un comentario